Pregão especial da CVI-PR debate as últimas novidades do Novo Plano Diretor de Curitiba

Posted Posted in Sem categoria

No encontro de 29 de setembro de 2.017, além do pregão usual com as questões de mercado, tivemos a presença da arquiteta Mariane Erbano Romeiro, da Primum Omnium Consultoria, Pesquisa e Projetos, que atualizou as novidades do processo de questionamento, pesquisa e diálogo com relação ao Novo Plano a ser aplicado em Curitiba.

 

A principal crítica do andamento do processo é a falta de debate em detalhes que serão definidos apenas por decretos, impossibilitando o diálogo com a sociedade civil organizada sobre as implicações e impactos destas medidas.

 

Romeiro lembrou que a CVI-PR faz parte do G10, um grupo informal de entidades que está participando de debates diretamente com a Prefeitura Municipal de Curitiba para questões e análises do Novo Plano Diretor. Dentre a atividades deste grupo, estão os workshops, o qual um específico às entidades será realizado na próxima segunda, 2 de outubro. A expectativa é uma interação mais aprofundada sobre o tema, o que infelizmente não tem ocorrido nas audiências públicas (duas realizadas na quinta-feira), meramente protocolar.

 

“É essencial a participação de todos neste momento, antes da aprovação e enquanto há um diálogo direto com a Prefeitura. No encontro de hoje percebemos o quanto nossos associados estão acompanhando de perto as implicações, interessados em um Plano Diretor que tenha como foco os interesses de todos de Curitiba.” afirmou Márcio Favarim, Presidente da CVI-PR.

 

Os associados congratularam a iniciativa e sugeriram um trabalho mais efetivo com as questões mais urgentes diretamente com os vereadores para possíveis alterações ou emendas no momento da votação deste Plano Diretor. Também ressaltaram a importância de uma ação efetiva através das redes sociais, informando à população as alterações e os impactos destas mudanças. Através da pulverização da informação e de uma pressão maior da população aos vereadores e prefeito, teremos mais impacto e possibilidade de sucesso nestas reivindicações reconhecidas e efetivas.

 

***

 

A CVI-PR é uma entidade sem fins lucrativos que há 54 anos atua no interesse de melhorias no mercado imobiliário, num intercâmbio constante entre as empresas mais tradicionais do ramo. Saiba mais sobre nossa história em: http://cvipr.com.br/sobre-a-cvi-pr/

Segunda palestra apresenta as alterações do Novo Plano Diretor de Curitiba na CVI-PR

Posted Posted in Sem categoria

A CVI-PR promoveu, com a arquiteta Mariane Erbano Romeiro, da Primum Omnium Consultoria, Pesquisa e Projetos, na segunda-feira, 31 de julho de 2017, no auditório da Sindimoveis, a segunda palestra sobre o novo plano Diretor da Cidade de Curitiba.

 

Neste segundo encontro, a arquiteta focou em exercícios práticos, os quais os convidados e associados puderam exercitar através de cálculos e perspectivas as implicações das alterações legislativas apresentadas na palestra anterior. Trata-se de um tema importante e urgente, pois a expectativa é que os termos finais deste Plano Diretor estejam abertos para consulta pública no próximo setembro, provavelmente entrando em vigor já em outubro.

 

“Colocando exemplos e projeções que tem como base as mudanças que terão efeito direto na rotina do corretor, como número de vagas e diferenças de custos, a importância de debater este novo plano Diretor fica ainda mais evidente”, resume Mariane Romeiro.

 

Levando em consideração vários itens, os participantes puderam simular diversas situações, tendo como resultado projeções diretas sobre o futuro custo dos imóveis, impactando diretamente seu valor. Dentre as variáveis analisadas estão as outorgas: coeficiente de ocupação, ático, densidade, vagas de garagens e EIV (estudo de impacto da vizinhança). Já sobre o custo do empreendimento geral, levou-se em consideração o custo do lote, custo da obra, comissão de vendas, impostos, marketing e pós-venda.

 

 “O papel da CVI-PR e das imobiliárias será imprescindível na formação e determinação do preço dos imóveis devido ao projeto de Lei do Zoneamento de Curitiba. Ter disponível este conhecimento antecipado, é um fundamental para os corretores associados a CVI-PR ” afirmou Márcio Favarim, presidente da CVI-PR.

 

***

 

Promover debates sobre o mercado e questões que afetam diretamente o valor dos bens, neste caso os imóveis, é uma das funções essenciais da CVI-PR, que há 53 anos é um espaço único de encontros entre Corretores, Imobiliárias e o clientes que buscam o real valor de seu patrimônio. Saiba mais sobre a CVI-PR em: http://cvipr.com.br/sobre-a-cvi-pr/

CVI-PR recebe presidente do Sindimóveis PR e equipe do Consórcio Ademilar

Posted Posted in Sem categoria

No pregão desta semana, 27 de julho, tivemos a visita do Presidente do Sindimóveis – Sindicato dos Corretores de Imóveis no Estado do Paraná, José Roberto Infante Bonatto, e de Murilo Chuba e Beto Amorim, da Ademilar Consórcio de Investimento Imobiliário.

 

José Bonatto esteve presente para divulgação de um evento que será realizado no Centro de Convenções do Hotel Pestana: Foreci – Fórum Regional Dos Profissionais Corretores De Imoveis. O destaque foi a relevância internacional do encontro, eis que palestrantes estrangeiros estarão fornecendo informações do mercado global de imóveis, com detalhes de avaliações em outros países, possibilitando um maior crescimento e relevância para os corretores participantes.

 

“Tenho orgulho em convidar nossos colegas da CVI-PR, um local que considero uma segunda casa, para um evento de alto padrão, com palestras confirmadas de Farook Mahmood, Presidente Mundial da FIABCI e Paulo Antunes de Siqueira, Diretor Executivo de Habitação da Caixa, entre outros ainda a confirmar”, afirmou Bonatto.

 

O Foreci Curitiba acontecerá no próximo dia 26 e 27 de agosto no Hotel Pestana. Maiores informações em: http://www.foreci.com.br/

 

Já a equipe da Ademilar explanou sobre as possibilidades de parcerias e vantagens dos consórcios que possuem, seja o mais conhecido, Compra de imóveis, mas também para outras soluções como reformas e investimentos.  Outro aspecto relevante comentado é o comércio de cartas de crédito, possibilitando outras oportunidades com rentabilidades e possíveis ágios.

 

Além disso outros benefícios comentados foram: aproveitamento de clientes, oportunidades de retorno com vendas e locação, formação de patrimônio, aproveitar a carteira de clientes ativos e inativos, com aumento de lucro.

 

***

 

A CVI-PR há 53 anos atua em constante contato com as entidades representativas de classe, como o Sindimóveis, reforçando a união dos corretores e imobiliárias em interesses comuns, além de sempre em contato com as diversas formas de negociação e soluções imobiliárias, como a Ademilar. Conheça mais sobre nossa história em: http://cvipr.com.br/sobre-a-cvi-pr/

Palestra exclusiva na CVI-PR apresenta as alterações do Novo Plano Diretor de Curitiba

Posted Posted in Sem categoria

 

Na última terça-feira, 13 de junho de 2.017, foi realizada, na sede da CVI-PR, uma palestra com a arquiteta Mariane Erbano Romeiro, da Primum Omnium Consultoria, Pesquisa e Projetos, com foco no novo Plano Diretor, onde foi apresentado à fundo as principais alterações da nova Lei de Zoneamento e Uso do Solo de Curitiba.

 

A palestra contemplou a apresentação do novo mapa de zoneamento proposto e seu comparativo com o atual mapa vigente, a fim de identificar as principais intervenções propostas no projeto de lei, seja em zoneamento, mobilidade e eixos comerciais indutores de crescimento.

“Foi um trabalho intenso de estudo e aplicação do projeto de lei, para conhecer as principais mudanças propostas e seus impactos seja à cidade, ao cidadão e aos aspectos de desenvolvimento sócio econômico. Desta forma,

dada a sua complexidade, poucas pessoas, profissionais ou instituições estão cientes e conhecedores do assunto”, afirmou a arquiteta Mariane Romeiro.

 

Dentre as mudanças, o Centro será fortemente atingido, pois haverá perda dos incentivos existentes atualmente. Galerias, por exemplo, terão que necessariamente interligar duas vias para que tenha esta denominação. O centro também será afetado por um novo parâmetro de afastamento de divisa, o que prejudicará a implantação de edifícios e o aproveitamento da capacidade construtivo do lote, uma vez que a maioria dos terrenos na região central possuem pequenas dimensões.

 

Grande mudança também para as vagas de estacionamento, ou garagens, para as próximas construções de unidades residenciais. Em consonância com uma mudança nos modais de transporte (os quais serão debatidos no plano setorial de mobilidade), mudou: será autorizado apenas uma vaga por unidade residencial, sendo que o acréscimo de vaga excedente deverá ser por meio da outorga onerosa (compra do direito junto ao município),  limitado a 50% da área do lote.

 

Refletindo o interesse em uma cidade menos desigual e a atual situação financeira da COHAB, há previsão da implementação de parcerias público privadas (PPP) para Habitação de Interesse Social (HIS) para Famílias de Baixa Renda, viabilizando o acesso à moradia adequada aos segmentos populacionais de renda familiar mensal nas faixas 1,2 e 3, através de “Empreendimentos Inclusivos de Habitação de Interesse Social”, onde o empreendedor pode produzir algumas unidades dessa tipologia no mesmo lote de outro tipo de empreendimento, e comercializar essas unidades através de venda ou dação em pagamento. As possíveis complicações desta inovação também foram discutidas, como aumento do preço dos terrenos, ou redução de outros, impactos na incorporação, viabilidade de administração condominial, entre outros, assim como apresentadas alternativas como banco de unidades deste tipo.

 

Mariane ainda defendeu ainda a necessidade de novas possibilidades de edifícios de escritórios em outros zoneamentos, principalmente com o uso compartilhado de habitação coletiva em ZR-4, como forma de melhorar as questões de mobilidade urbana e criação de subcentros. Também comentou sobre pesquisas que apontam uma queda no crescimento populacional de Curitiba, além de apresentar tabelas comparativas dos parâmetros de coeficiente e altura, considerando a legislação básica e aquisição de potencial construtivo para uso de habitação coletiva.

 

Dentre os efeitos deste novo zoneamento, há uma projeção de aumento de preço de imóvel considerando as novas regras, inclusive o impossível aumento da renda necessária para financiamento destas novas residências.

 

 

 

***

 

Há 54 anos a CVI-PR promove esclarecimentos e apresenta as últimas novidades do mercado, através de pesquisas constantes e troca de conhecimentos única entre os profissionais mais atuantes e respeitados do mercado, além de questionar e analisar a legislação pertinente, seja ela fiscal, municipal, de zoneamento ou qualquer outra que afete o mercado imobiliário. Conheça mais sobre a CVI-PR em: cvipr.com.br.

 

 

Dez entidades unem-se para analisar os impactos da nova Lei de Zoneamento e Uso do Solo de Curitiba

Posted Posted in Sem categoria

 Dez entidades representativas da sociedade civil organizada do Paraná entregaram no dia 5 de junho para o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, um estudo aprofundado sobre os impactos do novo Projeto da Lei de Zoneamento, Uso e Ocupação do Solo do Município, enviada à Câmara Municipal de Curitiba no fim de 2016, e que atualmente passa por nova revisão no IPPUC.

Para realizar esta avaliação técnica, Fecomércio, AsBEA, FIEP, Secovi, ACP, IEP, Crea, Ademi, Sinduscon e CVI constituíram um Grupo de Trabalho, formado por Arquitetos, Urbanistas, Engenheiros, Economistas e Advogados que, em conjunto, analisaram os 669 artigos desta lei, considerada uma das mais importantes da cidade.

“Entendemos que a nova Lei deva ser aperfeiçoada no sentido de induzir a geração de empregos e renda para a população, receitas para o Município e simplificação de processos burocráticos para o setor produtivo”, alerta o arquiteto Flávio Schiavon.

Na avaliação do diretor de legislação urbanística da Asbea/PR, Frederico Carstens, a sociedade, maior beneficiária desta lei, deve participar de forma ativa deste processo e colaborar com as decisões que vão definir o futuro da cidade. “Temos um prefeito que se interessa e transita com facilidade nas discussões urbanísticas, então acreditamos que a gestão atual irá considerar os apontamentos feitos pelos arquitetos”, explica.

“Alguns artigos deste instrumento dificultam a iniciativa de empreender pois em alguns casos direcionam a implantação de atividades comerciais longe das áreas residenciais, levando as pessoas a dependerem mais do carro ou transporte público para as compras do dia a dia”, explica o diretor de Planejamento e Gestão da  Fecomércio, Rodrigo Rosalem.

Os principais impactos negativos para a sociedade levantados pelo estudo das entidades são:

  1. Centro de Curitiba terá menos moradores e menos comércio

  2. Redução do número de vagas de garagem nos imóveis novos e diminuição da oferta de estacionamentos na região central.

  3. Encarecimento do valor dos imóveis na cidade, afetando o bolso das famílias que buscam o sonho da casa própria .

  4. O comércio dos bairros vai continuar concentrado, aumentando a dependência do consumidor pelo uso do carro para fazer suas compras.

  5. O modelo proposto para a Habitação de Interesse Social é altamente burocrático e não incentivará a produção novas habitações para esta finalidade

 

 

Texto reproduzido do site da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura. Veja o texto completo em: https://www.asbea-pr.org.br/single-post/2017/06/14/Dez-entidades-unem-se-para-analisar-os-impactos-da-nova-Lei-de-Zoneamento-e-Uso-do-Solo-de-Curitiba

Acesso ao documento entregue: https://docs.wixstatic.com/ugd/e977cf_98019dcd88e145d38b251f2de95632ef.pdf

Presidente da CVI-PR afirma: Momento de investir em imóveis

Posted Posted in Sem categoria
Hora de investir em imóveis: Presidente da CVI-PR destaca cenário do mercado imobiliário curitibano.

As oscilações do mercado financeiro impactadas pela queda de juros, e dos fundos, tornam cada vez mais atrativo o investimento em imóveis, por conta da solidez e segurança.

Segundo o presidente da Câmara de Valores Imobiliário do Paraná (CVI-PR), Marcio Favarim, os valores que estão sendo praticados no mercado imobiliário são favoráveis para o investimento.

 

“Os preços estão praticamente congelados há, aproximadamente, dois anos”, afirma Marcio Favarim.

 

Favarim destaca ainda, que o investimento em imóveis sempre foi uma opção segura. “Independentemente de vontades políticas ou notícias especulativas, o imóvel é uma moeda forte, com ganhos constantes, seja na valorização real da propriedade em si ou pelos rendimentos possíveis por conta do aluguel”, destaca.

O ritmo das construções nos últimos dois anos diminuíram significativamente o que fez com que o estoque baixasse trazendo equilíbrio entre procura e oferta. “Esse cenário que estamos observando no mercado imobiliário somado às incertezas do mercado financeiro fazem do imóvel o melhor investimento”, pondera o dirigente.

Nota da CVI-PR referente ao mercado imobiliário

Posted Posted in Sem categoria

Diante das recentes oscilações do mercado financeiro, reflexo principalmente das incertezas políticas, constantemente abalado por novas notícias, nós da CVI-PR, referência na avaliação de imóveis, asseguramos a segurança e solidez de investimentos em imóveis, ideais para garantir a estabilidade necessária para enfrentar todo e qualquer abalo. Nos últimos dois anos os houve uma adequação de seus valores, justos e dentro da realidade, acompanhando a inflação.

Acreditamos nos princípios democráticos de nossa República, assim como esperamos que este momento de incertezas seja passageiro e logo possamos contar com o retorno de instituições sólidas, que possam dar sequência com projetos para melhorar nossa sociedade.

Sempre atuamos com demais organizações de classe para pensarmos juntos em ideias para melhor transparência e eficiência de nosso setor. Um exemplo dessa atuação foi a entrega de uma Carta aos Candidatos à Prefeitura de Curitiba, a qual listamos sugestões práticas para o novo Prefeito de nossa cidade.

Mas nesta semana em que a Bolsa de Valores de São Paulo foi fechada pela primeira vez deste 2.008 devido à grande queda, assim como um aumento significativo de valor de compra das moedas internacionais, sentimos a necessidade de reforçar à sociedade as melhores e mais seguras formas de investimento disponíveis: imóveis.

Independentemente de vontade políticas ou notícias especulativas, o imóvel sempre figurará como uma moeda forte e sólida. Trata-se da forma de investimento com ganhos constantes e firmes, sejam da valorização real da propriedade em si, sejam pelos rendimentos possíveis, como o aluguel.

Além disso, passamos nos últimos anos, graças à planos governamentais bem-sucedidos, por uma fase de crescimento de números de unidades imobiliárias disponíveis, muitas delas ainda negociadas por valores bem atrativos em decorrência da atual conjuntura.

Mas não apenas imóveis novos e seminovos figuram entre investimentos atrativos: são dezenas de estudos e dados que indicam que a população nacional continuará crescendo e, com a diminuição dos lançamentos imobiliários, as unidades livres, em breve não serão suficientes para suprir esta demanda futura.

Assim, todos os tipos de imóveis, como terrenos, por exemplo, estão no limite de novas valorizações. Soma-se ainda as mudanças que virão com o Novo Plano Diretor, cujos impactos financeiros no preço final das unidades ainda estão sendo calculados por diferentes técnicos, entre engenheiros, arquitetos e corretores.

Terminamos este comunicado com a esperança em uma estabilização da situação político-econômica, mas reforçando mais uma vez a rigidez e rijeza em investimentos em imóveis como uma forma de garantir estabilidade, inalterabilidade e segurança para seu patrimônio.
Diretoria da CVI-PR

***

A CVI-PR atua há mais de 50 anos com dois objetivos: oferecer à sociedade uma forma técnica e de mercado de mensuração do valor patrimonial e através de reuniões periódicas, suas 45 imobiliárias e corretores associados, discutem as novidades e ofertas do ramo. Saiba mais sobre nossa atuação em: cvipr.com.br

CVI-PR recebe Presidente do Sindimóveis, José Roberto Infante Bonatto,

Posted Posted in Sem categoria

No pregão de quinta-feira, 11 de maio, a CVI-PR recebeu o Presidente da Sindimóveis – Sindicato dos Corretores de Imóveis no Estado do Paraná, José Roberto Infante Bonatto, o qual apresentou as novidades e últimas atuações do Sindicado que representa a categoria. Dentre os itens apresentados foram as ações como a Unimóveis (com mais de 15 cursos livres e 400 cursos online), curso de TTI e bolsas emprego. Apresentou também as sedes e características de cada uma, e finalizando com um vídeo, ilustrou estas novidades.

Dentre as oportunidades divulgadas, destacou-se a presença da Fabiane Rodachinski e Luiza Schroeder, da Caixa Aqui, que realizam diversos serviços de despachante imobiliários com benefícios exclusivos aos associados da Sindimóveis.

A CVI-PR há mais de 50 anos está em constante contato com as entidades representativas de classe, como o Sindimóveis e CRECI, reforçando a união dos corretores e imobiliárias em interesses comuns. Conheça mais sobre nossa história em: http://cvipr.com.br/sobre-a-cvi-pr/

Arquiteta Mariane Romeiro apresentou as principais mudanças do Novo Plano Diretor em Pregão Especial aos Dirigentes das Imobili

Posted Posted in Sem categoria

Dirigentes receberam informações de primeira mão da Arquiteta Mariane Romeiro

Pregão especial com os dirigentes das imobiliárias associadas recebeu a arquiteta Mariane Romeiro, que apresentou diversos mapas com simulações com os novos zoneamentos de Curitiba. São estudos com base no novo Plano Diretor. Foram mais de 8 mapas, destacando as alterações relevantes e as mudanças, entre negativas e positivas. Também foram comentados sobre as áreas de interesse social, EIV (estudo do impacto da vizinhança) e REP (relatório ambiental prévio).

A apresentação terminou com projeções de impactos financeiros e orçamentários desta nova legislação. Há previsão de valorização dos terrenos da capital em decorrência de seus potenciais construtivos.

Há 53 anos realizando encontros entre os corretores e imobiliárias associadas, a CVI-PR continua promovendo esclarecimentos e apresentando as últimas novidades do mercado, legislação e alterações no zoneamento. Conheça mais sobre a CVI em: cvipr.com.br.

CVI recebe novos titulares de cartórios em Curitiba

Posted Posted in Sem categoria
Oito novos agentes delegados, que recém assumiram a titularidade de cartórios em Curitiba estiveram reunidos com a Câmara de Valores Imobiliários do Paraná (CVI) nesta última semana em Curitiba. No Paraná aproximadamente 500 cartórios tiveram suas titularidades alteradas, sendo 25 na capital.
“Nosso papel é o de promover o entendimento e o estreitar de relações entre setores importantes do mercado e nossos associados”, destacou o presidente da CVI, Marcio Favarim. “Este tipo de encontro é histórico, pois pela primeira vez representantes do mercado tiveram a oportunidade de relacionar-se com os cartorários e este é apenas o início, pois observamos nestes novos titulares, uma vontade muito grande de realizar um papel extremamente positivo à toda a população, ouvindo seus anseios e necessidades”, comentou.
Luis Flavio Fidelis, novo titular do 1º Registro de Imóveis de Curitiba destacou que tanto a CVI, suas imobiliárias associadas, quanto os cartórios, têm um papel central no mercado imobiliário da capital, e que por isso não há como trabalhar dissociados.
“Lutamos muito para conseguir assumir os cartórios e damos muito valor ao serviço. O Tribunal de Justiça também se empenhou bastante para finalizar o concurso. Por isso sabemos das nossas responsabilidades. Buscaremos eficiência, agilidade e qualidade técnica no serviço notarial e de registro. Mais do que um poder ou privilégio assumir a titularidade de uma serventia, vemos isso como uma missão: atender bem toda a população”, destacou Fidelis. Segundo ele, o concurso público foi iniciado em 2012, passou por uma suspensão e teve seu processo recomeçado em 2014, culminando com a transmissão de titularidade no início de 2017.
Seguem mais imagens deste encontro realizado em Fevereiro de 2.017: