Sem categoria

Nota da CVI-PR referente ao mercado imobiliário

Diante das recentes oscilações do mercado financeiro, reflexo principalmente das incertezas políticas, constantemente abalado por novas notícias, nós da CVI-PR, referência na avaliação de imóveis, asseguramos a segurança e solidez de investimentos em imóveis, ideais para garantir a estabilidade necessária para enfrentar todo e qualquer abalo. Nos últimos dois anos os houve uma adequação de seus valores, justos e dentro da realidade, acompanhando a inflação.

Acreditamos nos princípios democráticos de nossa República, assim como esperamos que este momento de incertezas seja passageiro e logo possamos contar com o retorno de instituições sólidas, que possam dar sequência com projetos para melhorar nossa sociedade.

Sempre atuamos com demais organizações de classe para pensarmos juntos em ideias para melhor transparência e eficiência de nosso setor. Um exemplo dessa atuação foi a entrega de uma Carta aos Candidatos à Prefeitura de Curitiba, a qual listamos sugestões práticas para o novo Prefeito de nossa cidade.

Mas nesta semana em que a Bolsa de Valores de São Paulo foi fechada pela primeira vez deste 2.008 devido à grande queda, assim como um aumento significativo de valor de compra das moedas internacionais, sentimos a necessidade de reforçar à sociedade as melhores e mais seguras formas de investimento disponíveis: imóveis.

Independentemente de vontade políticas ou notícias especulativas, o imóvel sempre figurará como uma moeda forte e sólida. Trata-se da forma de investimento com ganhos constantes e firmes, sejam da valorização real da propriedade em si, sejam pelos rendimentos possíveis, como o aluguel.

Além disso, passamos nos últimos anos, graças à planos governamentais bem-sucedidos, por uma fase de crescimento de números de unidades imobiliárias disponíveis, muitas delas ainda negociadas por valores bem atrativos em decorrência da atual conjuntura.

Mas não apenas imóveis novos e seminovos figuram entre investimentos atrativos: são dezenas de estudos e dados que indicam que a população nacional continuará crescendo e, com a diminuição dos lançamentos imobiliários, as unidades livres, em breve não serão suficientes para suprir esta demanda futura.

Assim, todos os tipos de imóveis, como terrenos, por exemplo, estão no limite de novas valorizações. Soma-se ainda as mudanças que virão com o Novo Plano Diretor, cujos impactos financeiros no preço final das unidades ainda estão sendo calculados por diferentes técnicos, entre engenheiros, arquitetos e corretores.

Terminamos este comunicado com a esperança em uma estabilização da situação político-econômica, mas reforçando mais uma vez a rigidez e rijeza em investimentos em imóveis como uma forma de garantir estabilidade, inalterabilidade e segurança para seu patrimônio.
Diretoria da CVI-PR

***

A CVI-PR atua há mais de 50 anos com dois objetivos: oferecer à sociedade uma forma técnica e de mercado de mensuração do valor patrimonial e através de reuniões periódicas, suas 45 imobiliárias e corretores associados, discutem as novidades e ofertas do ramo. Saiba mais sobre nossa atuação em: cvipr.com.br